Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

27 Maio 2020

Últimas publicações

Torcedora faz primeira tatuagem da vida aos 80 anos: um escudo do Timão
Futebol Profissional

Torcedora faz primeira tatuagem da vida aos 80 anos: um escudo do Timão 

O amor que o torcedor do Corinthians tem pelo clube já rendeu muitas histórias bonitas e de superação ao longo destes 109 anos. Poucas delas, no entanto, são tão carismáticas quanto essa: uma fã alvinegra que decidiu fazer a primeira tatuagem da vida aos 80 anos, desenhando na pele o escudo do Timão. 

Maria Helena dos Reis é a matriarca de uma família de corinthianos fanáticos. “Só alguns que ficaram perdidos pelo caminho”, brinca Danilo Morais, neto de Maria Helena. Ele conta que não esperava a ação decisiva da avó, mesmo sabendo que ela é muito corinthiana. 

“A gente ficou bem surpreso porque ela falou que queria fazer a tatuagem definitiva. Concordamos, mas nunca imaginávamos que ela iria fazer mesmo. Aí uma prima a levou, ela fez mesmo, e todo mundo ficou sem reação, desacreditado que ela tinha feito de verdade”, admite.

FANÁTICA HÁ MAIS DE 40 ANOS

Maria Helena começou a se apaixonar pelo Timão em casa, enquanto via o marido ouvindo os jogos do Timão segundo conta, mais de 40 anos atrás. E desde então o amor só aumentou: ela viu muitos ídolos e títulos, diz ter como maior ídolo o atacante Ronaldo (Fenômeno), e segue sendo a maior corinthiana da família. 

“Eu comecei a acompanhar o Corinthians mais de 40 anos atrás. O meu marido escutava os jogos pelo rádio, quando estávamos em casa, e eu o acompanhava. E acabei pegando gosto de acompanhar. Às vezes até parava o que estava fazendo para acompanhar”, conta Maria Helena. 

Além de ter feito a tatuagem, ela, que mora na cidade de Araras (cerca de 180km da capital paulista), confirmou a já conhecida tese de que o torcedor corinthiano não vive de títulos, mas sim de Corinthians: o maior momento da história do clube, para ela, não foi nenhuma conquista de taça.

“Eu fiquei mais feliz com o Corinthians quando construíram o estádio. Minha maior vontade é de conhecer ele”, afirma. Mas ao mesmo tempo, ela tem mais carinho por um título em especial. “O de 1990 (Campeonato Brasileiro), foi o ano em que eu mais acompanhei o Corinthians. E naquele ano até fui ao estádio assistir a um jogo contra o União São João” (vitória do Timão por 1 a 0, com gol olímpico de Neto no estádio Hermínio Ometto, em 12 de maio, pelo Campeonato Paulista)”.

A TATUAGEM DEFINITIVA DO TIMÃO
Ter desenhos na própria pele não era exatamente uma novidade para Maria Helena. Ela costumava fazer suas tatuagens de Henna, uma tintura feita a partir da pasta extraída de uma árvore, que normalmente dura cerca de 30 dias até se apagar. Mas a primeira vez que marcou definitivamente seu corpo precisava ser especial, até pelas experiências anteriores – nem todas tão boas. E foi, quando fez o desenho quatro anos atrás, em 2016, e o exibe orgulhosa desde então. 

“Uma vez quando estava na praia fiz a tatuagem (de Henna) com um homem que fez para vários torcedores de times diferentes. Fiquei na praia, suei, e quando voltei para o nosso apartamento ela já saiu toda. O pessoal até queria bater no rapaz”, brinca. “Por isso que eu quis fazer uma de verdade desta vez”. A tatuagem definitiva do Timão fez com que Maria Helena até ficasse conhecida em Araras. “Quando vou à loja, as pessoas falam: ‘A corinthiana está chegando aí’. O meu nome agora é ‘Corinthiana’ lá na cidade”, sorri. 

Danilo conta que a avó segue sendo uma torcedora Fiel pelo clube. “Ela acompanha pela gente, mesmo quando não assiste aos jogos está sempre perguntando dos resultados. A vida toda ela usou camisetas, bonés, e sempre presenteava a gente com artigos do Corinthians. Sempre foi muito corinthiana”, revela Danilo.

Fonte: Corinthians

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *